Brasil Game Show 2019 – Aqui se joga!

0

Já estamos com saudades da Brasil Game Show, o maior evento de games da América Latina realizado em São Paulo no Expo Center Norte. Estivemos presentes todos os dias e vamos contar aqui um pouco de como foi essa maratona, falar sobre o evento de forma geral e fazer um balanço desta edição. 

Acho que não preciso dizer que a BGS é um evento muito importante dentro do calendário de games, afinal, muitas empresas apresentam seus jogos e realizam lançamentos de periféricos durante a feira. Antes as novidades ficavam mais para os jogos, mas a relevância para os periféricos hoje é tão alta que o consumidor já pode ver aquele produto em primeira mão e já levar para casa antes mesmo do produto ser lançado no mercado. 

Foto: Roberto Nascimento

Uma das grandes surpresas no pavilhão foi a volta da Nintendo após 7 anos, ano passado a empresa esteve por aqui apenas a portas fechadas para a imprensa. Vale lembrar que a Nintendo não está oficialmente ao mercado brasileiro, mas é uma forma de reconhecer os fãs brasileiros. Seria este um ensaio para voltar a terras brasileiras?

Foto: Roberto Nascimento

A empresa utilizou um grande stand, porém simples. Alguns jogos foram disponibilizados para o público jogar, mas a única novidade era mesmo o Luigi’s Mansion 3 que sai para o Switch no fim do mês. Os outros jogos disponíveis para jogar no stand eram: Super Mario Maker 2, Super Mario Party, Mario Kart 8 Deluxe, The Legend of Zelda: Link’s Awakening e Super Smash Bros Ultimate. 

Um ponto que vale mencionar é que houve um aumento de stands de periféricos gamer e de streaming, por exemplo a HyperX estava no pavilhão com um caminhão com headset, fazendo parte de seu stand. Podemos notar também as ausências como por exemplo da Ubisoft e Activision que estavam ano passado.

Foto: Roberto Nascimento

Pode ser que seja uma percepção minha, tanto a Sony e Microsoft tiveram redução do tamanho de seus stands, bem como número de máquinas disponível para o público jogar. Destaque para os stands da Acer, YouTube Gaming e Razer que ficaram localizados na entrada do pavilhão principal.

O Facebook Gaming fez sua estreia na Brasil Game Show com uma grande stand, onde além dos meets and greets, os parceiros poderiam fazer suas lives diretamente do stand. 

Foto: Roberto Nascimento

A BGS contou com a presença de influenciadores, streamers, atletas de e-sports em vários stands, muita gente pode encontrar ou ficar próximo de seus ídolos. Isso me lembra sobre os convidados para esta edição, olha que não foram poucos. Começando a lista temos o dublador do Mario Bros Charles Martinet, este o público brasileiro tem um carinho enorme.

John Romero (criador dos jogos clássicos Doom e Quake), Ed Boon (criador e editor de Mortal Kombat), Hidetaka Miyazaki (diretor de Sekiro) são alguns dos exemplos de convidados que estiveram presentes. Houve também meet and greet com diversas personalidades, quem esteve por lá teve a oportunidade por exemplo de tirar foto com os três dubladores protagonistas de GTA V, Steven Ogg, Shawn Fonteno e Ned Luke

Foto: Roberto Nascimento

Da mesma forma que na edição anterior, a BGS contou com a Avenida Indie, uma das áreas mais lotadas da feira. Por lá os desenvolvedores brasileiros mostraram seu trabalho e conversaram diretamente com o público. Perto dali, pudemos contar também com a praça de alimentação com vários restaurantes e lojas com diversas opções de produtos. 

Foto: Roberto Nascimento

Em todos os dias a galera do cosplay marcou presença, a BGS disponibilizou novamente acesso Vip para este público. Houve até concursos todos os dias em parceria com a Marvel. Os cosplayers fazem toda a diferença na Brasil Game Show, tanto quanto as atrações do evento.

Foto: Roberto Nascimento

Nesta edição tivemos um modalidade diferente de ingresso: o camarote. Neste espaço eram oferecidos serviços como barbearia, salão de beleza, massagem e bar para quem desejava ter um cantinho para descansar enquanto aproveitava a maratona do evento. O camarote ficava localizado em frente ao palco da BGS E-sports.

Foto: Dil Melo Produções / Divulgação

Ficou faltando conteúdos relacionado para jogos mobile, afinal tivemos recentemente lançamento de Call of Duty Mobile. Este é um mercado que tem crescido muito ao ponto de fabricantes começarem a produzir smartphones gamer

De forma geral, a BGS 2019 foi muito bem, desde acesso ao local, até suas atrações. Um evento que recebe público não só de diversas partes do Brasil, como de países vizinhos, teve uma boa organização e execução. Acompanhe o Duas Torres porque ainda iremos falar mais sobre a BGS 2019.

About Author

Beto, paulista, sempre em busca de bons shows, viagens, livros, cultura pop em geral (não necessariamente nesta ordem). Fã de Star Wars, DC, Marvel entre outras coisas mais. Amante do universo da fotografia, sempre registrando por onde passo.

Deixe o seu comentário