CCXP 2018: 5 anos

0

Todo ano bate aquela ansiedade de chegar dezembro, por conta do natal? Para nós apaixonados por cultura geek/pop, a ansiedade tem nome: CCXP! O evento aconteceu de 5 a 9 de dezembro, e deixou como todo ano aquela saudade e o desejo que a próxima edição chegue o quanto antes. Essa semana pós CCXP o que mais vamos fazer é olhar fotos e vídeos, lembrar de vários momentos que vivemos por lá. Agora vamos falar um pouco do que aconteceu nestes dias, fazer uma análise de pontos positivos e negativos, além de compartilhar um pouco de nossas experiências tanto de no pavilhão, quanto no auditório. Será que a CCXP18 foi épica? Vamos descobrir!

Muita coisa aconteceu nestes 4 dias (4 dias e meio se você foi também na Spoiler Night), vou tentar aqui falar um pouco de cada assunto que acreditamos ser importante para a realização desta convenção e como isso afeta na nossa experiência.

Credenciais

As credenciais este ano foram enviadas bem depois em relação ao ano passado, enquanto em 2017 as credenciais começaram a ser entregues em agosto, este ano começaram no final de outubro e início de novembro. Vale lembrar que este ano tivemos a Game XP no Rio de Janeiro e isto pode ser o motivo para o envio mais tardio das credenciais já que são os mesmos organizadores.

A retirada das credenciais no São Paulo Expo foi liberada desde o dia 02/12 para atender o público que optou por retirar, transferência e quem ainda não havia recebido. Fila para retirada só mesmo quem deixou para retirar nos dias que a CCXP funcionava.

Transporte e Estacionamento

Acho que este ponto não teve mudança em relação ao ano passado, foram disponibilizados ônibus fretados do terminal Jabaquara até o São Paulo Expo. Devido ao trânsito da região e entrar/sair mais cedo do evento, muitos optaram em fazer o trajeto a pé. Quem optou em ir de carro, a boa notícia foi a permanência do preço do estacionamento de R$45,00 (o preço é salgado, pelo menos não houve aumento).

Nos momentos de pico principalmente em dias úteis, era inevitável pegar trânsito para acessar o São Paulo Expo, ainda mais pelo esquema de acesso feito pela CET na entrada principal. Solicitar o serviço de transporte individual (Uber, 99) era bem concorrido e com tarifa diferenciada, porem haviam taxistas dentro do São Paulo Expo disponíveis.

Entrada de Pavilhão/Auditório

Aqui temos um assunto que sempre gera opiniões diversas ao longo destes cinco anos, vamos primeiro falar ao acesso ao pavilhão. Como todo ano, as filas são organizadas em um dos pisos do estacionamento que fica ao lado divididas em: Epic, Iron Studios, auditório e pavilhão. Na quinta, sábado e domingo eu cheguei com os portões já abertos ao público geral, então não aguardei tanto tempo para estar dentro do pavilhão.

A galera do Epic entrou uma hora antes e pode aproveitar os stands em funcionamento e quem queria garantir seus colecionáveis exclusivos, chegou cedo na sua fila (seja ele Epic ou não). Ano passado tivemos problemas nas liberações das filas para quem iria direto para o pavilhão, quem chegou as 7h da manhã entrou depois de quem chegou as 9h por exemplo. Este problema aconteceu por mais de um dia para quem optou por auditório, vou contar o que aconteceu na sexta, dia que fui acompanhar os painéis.

Chegamos na fila às 04:45hs da manhã para garantir lugares concorridos do auditório, neste dia tivemos painéis da Maurício de Sousa Produções, Fox, Tom Welling e pré-estreia de Aquaman. Pegamos as pulseiras 302 e 303 da fila, o auditório tem capacidade de pouco mais de 3000 pessoas, há uma parte destinada para estúdios, imprensa e convidados. Lá por perto das 10h da manhã, começam a descer as filas de auditório do estacionamento para em frente à entrada do auditório, aí começou o problema.

Na hora de liberar as filas o pessoal da organização não liberou por ordem de chegada, o que fez pessoas que chegaram bem depois de nós descerem primeiro para as filas em frente ao auditório. Isso gerou muita reclamação e nada foi feito, ainda tem a segunda parte. Quando descemos para a fila do auditório ficamos nas últimas baias e até então nada mudou.

Depois de uns quase 20 minutos começaram a liberar a entrada do auditório, ao invés de liberar da direita para a esquerda, erraram novamente e quem havia descido por último, acabou entrando primeiro no auditório. Para terem ideia, as pessoas que chegaram depois que nós na fila do estacionamento, ficaram na nossa frente, o primeiro da fila acabou ficando atrás da gente. Dentro do auditório isso levou um tempo para organizar antes do início dos painéis, mas meio que foi resolvido.

Dentro do auditório a experiência de acompanhar os painéis é algo que todo mundo precisa fazer. Acompanhar seus artistas favoritos de perto, ver uma pré-estreia com mais de 3000 pessoas vibrando, é um ambiente que te traz uma vivência de evento incrível.

Quem cuida desta parte da organização é uma empresa contratada pela CCXP, a sugestão é que precisam garantir a ordem correta, muitas pessoas chegam até mesmo no dia anterior do painel para garantir um lugar mais próximo do palco e acabam sendo prejudicadas pela organização. A própria pulseira tinha a numeração, na teoria era só liberar na ordem. Este é ponto que precisa ser revisto, uma vez que tivemos relatos de amigos que isto também aconteceu no sábado.

Outros três pontos que ficam como sugestão de melhoria para a próxima edição:  a conferencia de documento/credencial que quase não aconteceu, a entrega de livros para a meia social (não vimos os funcionários verificando se era meia estudante ou social) e  segurança em relação em revistar as pessoas. Esta última vimos que foi feita de forma aleatória, teve dia que a revista era passar detector na mochila e no corpo, em outro só na mochila e também não realizar de fato.

Staff

A galera que estava organizando os stands atendeu muito bem, sempre tirando as dúvidas e ajudando sobre as ativações. Isso também aconteceu com o Staff da CCXP (exceto da situação acima do auditório), sempre muito solícitos.

Praça de Alimentação

Neste ano a praça de alimentação foi distribuída por diversas partes do pavilhão do São Paulo Expo, tanto pela direita, quanto pela esquerda e no final do pavilhão na área de Food Trucks. Você não precisava andar muito para encontrar opções de alimentação de diversos tipos. Em relação aos preços, são acima do normal como todo evento de grande porte. Para quem não quer gastar muito a dica é sempre levar algo de casa, seja biscoito, lanche, salgadinhos, entre outros.

Convidados

Esse ano a CCXP se redimiu em relação aos convidados do ano passado, isso também é devido aos cancelamentos que aconteceram. Nomes como: Maisie Willians, Michael B. Jordan, Sandra Bullock, Brie Larson, Sophie Turner, Andy Serkis, M. Night Shyalaman são alguns exemplos de convidados que estiveram presentes por aqui. O Meet and Greet não ficou atrás: Manu Bennett, Ricky Whittle, Sebastian Stan, Zachary Levi e Tom Welling. Tem mais? Sim! Ainda tiveram surpresas como Tessa Thompson, Tom Holland e Jake Gyllenhaal.

Na parte de quadrinistas, muitos nomes de peso: John Romita Jr, Mike Deodato, Adriana Melo, Ivan Reis são alguns exemplos. Infelizmente tivemos cancelamentos de Jill Thompson e José Luis García-Lopez. No quesito convidados, a CCXP não ficou atrás de forma alguma para as outras convenções.

Triagem e Camarim Cosplay

Esta parte falaremos com mais detalhes em outro post, de forma geral a triagem foi muito tranquila, com praticamente quase nada de filas. Funcionários bem-humorados, rápidos e preparados. O camarim da CCXP é um dos mais bem preparados para atender este público, além de ter sempre alguém para os ajustes finais.

Cosplayers

Não existe CCXP sem cosplayers! Na CCXP você pode admirar um cosplayer melhor que o outro, eles são sem dúvida a alma da convenção. De Superman a Homem Aranha, de Mulher Maravilha a Capitã Marvel, com certeza você verá seu personagem favorito representado nos corredores da CCXP. Muitas fotos foram registradas e vídeos gravados, guardando momentos que valem ser lembrados deste público tão importante da CCXP.

Feira

A CCXP continuou a usar todo o espaço do São Expo, então tivemos corredores espaçosos, facilitando a circulação pelos corredores do pavilhão, incluindo o sábado por ser o dia mais cheio do evento. Todo o espaço era bem sinalizado com indicações, tanto na área interna, quanto externa.

 Stands

Percebi que este ano não tivemos a presença de stands de canais por TV por assinatura: Fox, Sony e AXN. Em compensação tivemos as estreias de grandes stands da Amazon Prime e Globoplay, serviços de streaming. A Warner teve a maior stand esse ano com seus 900m², dividida com várias ativações. Eles trouxeram a novidade de realizar o agendamento, foi muito prático! Não precisei ficar na fila e fui no horário agendado, isso fez com que eu pudesse ir em outros stands. A HBO por exemplo distribui pulseiras em horários específicos, assim você não precisa ficar o dia todo na fila e tem a certeza se entrará ou não no stand.

A Netflix além de retornar com seu tradicional karaokê, contou com 2 stands: o primeiro com ativações de várias séries do serviço de streaming e um outro de La Casa de Papel. Este último a fila era bem concorrido, em compensação 30 pessoas por vez entravam no stand que reproduzia a Casa da Moeda da série.

A loja do Harry Potter foi mais tranquila este ano, colocaram a réplica da casa do Hagrid apartado da loja, o que facilitou os visitantes que apenas queriam tirar fotos. Como todo ano não poderiam faltar as lojas para as compras geeks como Riachuelo, Panini, Pitícas, entre outras.

Artist Alley

O coração da CXXP: se você vai na CCXP e não vai no AA, você não foi na CCXP! É um lugar de passagem obrigatória, grandes nomes nacionais e internacionais estiveram presentes. Já pensou ter sua HQ do Homem Aranha assinada pelo Romitinha? Ter aquele print autografado do Mike Deodato para colocar na moldura e decorar sua casa? Aqui é o lugar, tem muita coisa bacana e esse ano foi excelente novamente.

Creators Stage e Stand Creators

Este ano tivemos o Creators Stage, lugar dedicado para podcasts, canais do Youtube e programas que você acompanha ao longo do ano, além de influenciadores, tudo ao vivo. Antes todos estes conteúdos eram divididos entre os auditórios, agora bem mais simples você encontrava tudo isso em um lugar só. Além disso, você poderia ver shows das bandas Leela, Far From Alaska e Supercombo. Outro ponto é que você poderia ver de perto essa galera no Stand Creators, pegar um autografo, tirar uma foto.

Celebração 80 Anos Superman

A CCXP aproveitou a ocasião para homenagear o homem de aço nesta edição celebrando seus 80 anos. O evento contou com vários painéis dedicados ao herói, além de um stand dedicado no começo do pavilhão ao filho de Krypton. Foram homenagens para fã nenhum botar defeito.

Aplicativo CCXP 2018

No aplicativo da CCXP 2018, você poderia consultar diversas informações: programação, mapa, expositores, notícias, atrações, tudo isso na palma da mão. O que me ajudou muito foram as notificações que eram exibidas ao longo do dia, por exemplo entrega de pulseiras para fotos e autógrafos.

Fazendo o balanço geral, o aniversário de 5 anos da CCXP foi excelente, mesmo que ainda precise melhorar em alguns pontos, não há evento no Brasil que pode ser comparado a este. Por volta de 263 mil pessoas passaram nestes 5 dias de evento e aproveitaram da melhor maneira este carnaval nerd. Eu tenho uma relação de muita gratidão com a CCXP, ganhei muitas amizades e o fim do ano não é a mesma coisa se não for na CCXP. Agora nos resta aguardar para a edição 2019 e que esta mantenha o nível deste ano. Foi épico e até 2019! 

About Author

Beto, paulista, sempre em busca de bons shows, viagens, livros, cultura pop em geral (não necessariamente nesta ordem). Fã de Star Wars, DC, Marvel entre outras coisas mais. Amante do universo da fotografia, sempre registrando por onde passo.

Deixe o seu comentário