Brasil Game Show 2018: Conferimos as novidades no estande da Nintendo

0

Estivemos na BGS 2018 e tivemos a oportunidade de conferir os aguardados games Super Smash Bros. Ultimate e Pokémon: Let’s Go! no estande da Big N. Confira abaixo como foi a nossa experiencia com os games da Nintendo.

A primeira demo testada foi do jogo Super Smash Bros. Ultimate. De cara já vimos a enorme quantidade de personagens disponibilizados no game, como Bayonetta, Cloud de Final Fantasy VII e Kirby, além de alguns clássicos como Mario, Pikachu e Link de The Legend of Zelda. Inkling e Ridley foram os únicos dos novos personagens a estarem disponíveis na demo.

Por mais que já esperamos uma melhora gráfica, a beleza de Ultimate nos impressiona à primeira vista. O design dos personagens são ótimos e os movimentos são bem fluídos, o que torna a partida divertida tanto para os jogadores quanto para os espectadores, tornando o jogo um prato cheio para os fãs de eSports, público cada vez mais engajado e importante no mundo gamer.

O momento da batalha é um verdadeiro pandemônio gamer. Em todas as tentativas de jogar, confesso que perdi – mais de uma vez – a noção do que estava acontecendo na tela, além de perder meu personagem de vista. Felizmente, a jogabilidade permite que o player consiga se adaptar sem muitas dificuldades ao estilo da jogatina, ainda que não seja um fã assíduo do título, prometendo boas disputas entre os jogadores novos e os já calejados da franquia Smash.

Além disso, cada personagem oferece uma experiência diferente, prometendo entreter por horas. Experimentar a demo só aumentou a vontade de jogar novamente e testar todos os lutadores do game. Uma coisa é certa: a diversão é garantida. Super Smash Bros. Ultimate chega ao Nintendo Switch em 7 de dezembro.

Além de Super Smash Bros. Ultimate, podemos conferir o aguardado Pokémon Let’s Go!

Já a outra demo, muito mais “guardada” pela Nintendo – que não permitiu fotos da tela ou mesmo do joystick usado – foi de Pokémon Let’s Go! em ambas as suas versões. Isso mesmo, pudemos escolher entre iniciar nosso game com Pikachu ou Eevee e ainda jogamos a demo com o maravilhoso controle personalizado: a Pokéball Plus.

Na demo, que durou cerca de 10 minutos, nosso personagem – acompanhado do companheiro inicial, no meu caso, o Eevee – anda pelas florestas iniciais da região Kanto, cenário dos games originais. Basicamente um remake das versões Red/Green/Blue/Yellow, o jogo encontra um ponto certeiro entre a nostalgia e o novo, afinal de contas, os gráficos e mecânica são basicamente as mesmas da febre mais recente, o Pokémon Go.

Embora semelhante, Let’s Go não fica no raso: os jogadores do mobile vão se encantar pela possibilidade de enfrentar outros adversários e pokémons selvagens no sistema clássico de golpes ao estilo RPG – há uma satisfação maior ainda por vermos nosso companheiro descendo do boné e indo para o campo de batalha – e as animações dos golpes. Infelizmente, por estarmos no começo do jogos, apenas dispunhamos de pokémons pequenos, como os três iniciais, um Pikachu e um Meowth, portanto não conseguimos ver animações de golpes mais elaborados. E claro, os jogadores mais velhos vão amar revisitar Kanto e enfrentar/capturar pela milésima vez os 151 pokémons clássicos.

Fora os gráficos, o elemento da Pokeball Plus promete ser um grande adendo à experiência, já que podemos capturar novas criaturas com o movimento de arremesso – semelhante à jogabilidade implementada no Nintendo Wii – e o item ainda interage com o momento crítico da captura: quando o pokémon ainda está lutando para sair da pokébola, o item acende nas cores amarela ou verde, se capturado, enquanto emite o som da criatura lutando. O item também terá uma interação com o Pokémon Go e deve agradar aos entusiastas da franquia, mas não é obrigatório para a experiência do jogo. Pokémon Let’s Go! chegará ao Nintendo Switch no dia 17 de novembro.

About Author

"Os filmes existem, é por isso que eu assisto!" Não é exatamente um "crítico de cinema", preferindo o termo "Filmmelier". Quer ser o Homem-Aranha quando crescer. Acha que a vida não é sobre o quão forte bate, mas o quanto se aguenta apanhar. Mestre Pokémon, Sonserino e assíduo visitante da Terra Média.

Deixe o seu comentário