Slender Man: Pesadelo Sem Rosto – Crítica

0

Slender Man conquistou diversas mídias após surgir no fórum Something Awful. A lenda urbana sobre o monstro sem rosto virou febre no mundo dos games em Slender: The Eight Pages, foi tema central do documentário Cuidado Com o Slender Man, e acaba de chegar às telonas do cinema em Slender Man: Pesadelo Sem Rosto.

Em uma pequena cidade em Massachusetts, as amigas Wren (Joey King), Hallie (Julia Goldani Telles), Chloe (Jaz Sinclair) e Katie (Annalise Basso) levam suas pacatas vidas até que se deparam com a história de Slender Man e decidem assistir um vídeo que garante invocar o monstro que rapta jovens ao redor dos Estados Unidos. Assim como a maioria dos jovens, as garotas não levam a história a sério, mas tudo muda quando Katie desaparece.

Dirigido por Sylvain White, Slender Man: Pesadelo Sem Rosto cria sua própria fórmula repleta de repetições para contar uma história batida cujo único propósito é inundar cenas com sustos previsíveis. Há uma divisão de protagonismo entre as jovens, mas, mesmo assim, o roteiro de David Birke (Elle) sequer se aprofunda na vida de uma delas, preferindo manter mistério inexplicável sobre desejos, motivações e personalidades das mesmas – a única coisa que importa na vida das personagens é sobrevive. Com isso, não nos conectamos com o que vemos nas telonas.

A figura ameaçadora de Slender Man também é um ponto negativo no filme, que faz com que um dos mitos mais marcantes da internet beire a banalidade. Sylvain White insiste em criar expectativa toda vez que Slender Man está prestes a aparecer, mas com tamanha previsibilidade, sustos e medo não surtem efeito algum. O único êxito que a criatura encontra é quando começa a mexer com a mente das garotas, fator que carrega as telonas com efeitos visuais interessantes através da direção de fotografia de Luca Del Puppo.

Slender Man: Pesadelo Sem Rosto não consegue desenvolver uma história interessante por falhar na construção de seus personagens e da ameaça principal – além de não conseguir tirar proveito do gênero de terror proposto com insistentes sustos previsíveis. Sem nada de diferente ou marcante a oferecer, o filme, que chegou aos cinemas na quinta-feira (23), aborda a lenda de Slender Man de forma inconclusiva e fraca.

30%
30%
Ruim

Slender Man: Pesadelo Sem Rosto (2018)
(Slender Man)
País: EUA | Estreia: 23 de agosto de 2018
Direção: Sylvain White | Roteiro: David Birke
Elenco: Julia Goldani Telles, Joey King, Annalise Basso, Jaz Sinclair, Talitha Bateman, Alex Fitzalan, Kevin Chapman

  • 1.5
  • User Ratings (0 Votes)
    0

About Author

Cofundador e editor-chefe do Duas Torres. Fascinado pela narrativa de J. R. R. Tolkien e pela evolução do entretenimento, encontra paz ao escrever sobre filmes, séries e games.

Deixe o seu comentário