4 séries documentais da Netflix para entrar no clima de Gênio Diabólico

0

Gênio Diabólico é a mais nova série documental a estrear no catálogo da Netflix. Para que você entre no clima tenso e conturbado da série, listamos outras quatro produções originais da Netflix que abordam casos reais e chocantes sobre a brutalidade humana.

Making a Murderer investiga a história de Steven Avery, um norte-americano absolvido após servir 18 anos de prisão por abuso sexual e assassinato de Penny Beerntsen. Com filmagens reais, relatos de testemunhas, advogados, e do próprio Avery, a série escrita e dirigida por Laura Ricciardi e Moira Demos sugere muitas incongruências durante a investigação do caso. Os dez episódios de Making a Murderer foram sucesso de crítica e público após estrearem no catálogo Netflix em 2015.



Duas ex-alunas começam a investigar um caso arquivado e não solucionado da Irmã Catherine Cesnik, uma freira assassinada em Baltimore, em 1969. Embora muitos detalhes sejam incertos e discutíveis até os dias de hoje, o caso causa revolta pela crueldade do padre Joseph Maskell, acusado de abusar sexualmente inúmeras crianças e jovens, e pelo encobrimento do suspeito por parte da Igreja e autoridades. Através de sete episódios, The Keepers busca descobrir quem foi o responsável pela morte da Irmã Catherine, assim como explorar a vida de outras vítimas de abuso sexual e psicológico.


The Confession Tapes apresenta seis casos de possíveis falsas confissões que levaram suspeitos de assassinato para a prisão. Seja pelo abuso psicológico exercido por policiais, erros de investigação e falsas confissões, a série documental apresenta outras possíveis realidades para o que de fato foi concluído e, durante os sete episódios, espectadores se encontram em meio a diversas conspirações e possibilidades nos casos investigados.


Captive: Histórias Sobre Reféns cobre oito casos de sequestros que chocaram o mundo da perspectiva das famílias, investigadores e das próprias vítimas com relatos e imagens reais. As chocantes histórias se aprofundam nas mais diversas situações. Seja o sequestro de um casal britânico pelas mãos de piratas da Somália, ou o sequestro da diretora executiva da Coca-Cola Brasil, todos os casos contam com as negociações que resultaram na libertação ou morte das vítimas. Embora algumas cenas sejam simuladas por atores, a série consegue se manter intacta através do material real usado – tanto imagens de noticiários, quanto vídeos de resgates.


Dividido em quatro episódios, Gênio Diabólico chegou ao catálogo da Netflix nesta sexta-feira (11) com a premissa de explorar o caso de um entregador de pizza morto após assaltar um banco com uma bomba no pescoço. O caso aconteceu em 2003, na Pensilvânia. Também com imagens reais do ocorrido e investigação, a série relata um “estranho caso policial” repleto de drama e descobertas.


 

About Author

Cofundador e editor-chefe do Duas Torres. Fascinado pela narrativa de J. R. R. Tolkien e pela evolução do entretenimento, encontra paz ao escrever sobre filmes, séries e games.

Deixe o seu comentário