Book Review #2 – O Ódio que Você Semeia

0

“Eu não devia ter vindo pra cá”. Starr Carter estava no lugar onde não queria estar, na hora errada e por conta disso, sua vida mudou.

O Ódio que você Semeia (The Hate U Give, 2017), originalmente escrita como conto, é o primeiro livro da autora Angie Thomas e sua obra de maior impacto até o presente.

O Ódio que Você Semeia é o primeiro livro da autora Angie Thomas. Foto: Juliana Martins (@heyjuume)

Starr, de dezesseis anos, se movimenta entre dois mundos: o bairro pobre onde mora e a escola “de brancos” onde estuda. Nessa linha tênue entre ambos lados, existe uma certa harmonia que a própria jovem tenta equilibrar, sendo duas vidas dentro de uma. Ela não pode ser totalmente ‘negra’ na escola de brancos, porque não se encaixaria; e não é negra ‘suficiente’ pro bairro onde mora.

A harmonia é quebrada após uma fatídica noite. A vida da jovem muda completamente após uma festa, quando seu amigo de infância Khalil, um garoto negro e sem arma, é brutalmente executado pela polícia, em sua frente.

A realidade bate na cara de Starr ao mostrar que, se não fosse a cor de sua pele, a possibilidade do policial ter parado os dois era ínfima.

A própria autora coloca que o livro foi escrito para trazer à tona a brutalidade policial enfrentada pelos negros, além de mostrar ao mundo o movimento Black Lives Matter.

Khalil é o segundo amigo que Starr perde em sua vida. Além de ter que conviver com seu luto, vê a morte de seu amigo virar manchete negativa, com todos falando que ele é membro de gangue e traficante. As ruas são tomadas por manifestações contra os policiais. A família Carter vê seu mundo ruir, com traficantes de um lado e policiais do outro.

O que de fato aconteceu naquela noite? A única pessoa que pode explicar é a jovem Starr. Ficar calada ou falar? Qualquer decisão pode colocar sua vida em perigo ou livrar sua alma da culpa.

Escola, namorado, amigos, família. Starr pode influenciar tudo e todos com apenas uma decisão.

Esse livro é um grandessíssimo tapa na cara, daqueles que é necessário ter para que você veja o que acontece com o mundo ao seu redor.

Foto: Juliana Martins (@heyjuume)

Angie Thomas tem uma escrita diretacheias de gírias e xingamentos, lidando com uma temática pesada e tão presente no dia-a-dia americano. 

Ela utiliza de personagens para nos mostrar um mundo que nem todos conhecem. No entanto, o uso de chiaroscuro (o lado negro da força contra o lado bom) pode ser algo que fique desgastante e desnecessário em certos momentos.

A história segue em ritmo frenético, e muda de direção conforme Starr faz suas decisões, mas para um leitor mais acostumado, esse livro será de fácil leitura.

Se prepare para se emocionar e para se relacionar, mesmo com esse tema ainda é algo possível de fazer. O foco geral é sobre família, amor, decisões e consequências, e não há como não se identificar com o senso de segurança que a família Carter proporciona à seus filhos.

 

 

About Author

Eu nasci no dia 12 de outubro de 1990. Poderia te dizer a hora exata (se eu soubesse). Como toda boa primogênita, quase matei meus pais do coração nos primeiros segundos de vida, e não parei desde então. Meu grande e eterno amor sempre será a literatura. Música também. Coloca filmes e séries na lista. E comida. Ok, talvez a literatura não seja meu único amor... Sou jornalista, constantemente procurando sobre o que escrever. E procurando o botão de fazer minha mente parar de funcionar. Quê? Isso era pra ser uma informação biográfica? Pra mim, tá mais pra terapia.

Deixe o seu comentário