Homem de Ferro 2 – Crítica

0

Após um acertado pontapé inicial, o Marvel Studios caminhava em uma direção cada vez mais ousada, mas antes de criar seu primeiro “filme-evento”, era necessário consolidar toda a informação que fora passada para o público em Homem de Ferro e O Incrível Hulk. Para isso, Homem de Ferro 2 (Iron Man 2) seria a opção mais justa, pois além de não precisar lidar com histórias de origem, continuaria diretamente o primeiro filme do estúdio. Entretanto, continuações tendem a ser tão ou mais delicadas que seus antecessores e, por pouco, o filme não se perde em uma megalomania de explosões e easter-eggs.

Antes que vejamos quaisquer imagens do filme em si, é possível ouvir a característica voz de Robert Downey Jr. recebendo o espectador com uma tirada engraçadinha, retirada da cena final do filme original. Dessa forma, Jon Favreau não só reintroduz seu protagonista como já emenda uma bem dirigida cena que contextualiza a origem e motivações de Ivan Vanko (Mickey Rourke), um dos novos vilões do filme.

A rápida montagem enxuga em suas primeiras cenas todas as informações relevantes para a trama: Seis meses após revelar-se ao mundo como o herói, Stark está lidando com o envenenamento pelo paládio – usado no reator em seu peito – e enfrenta o governo dos EUA, que quer que ele entregue sua armadura. Isso cria a oportunidade perfeita para que Justin Hammer (Sam Rockwell), dono de uma indústria rival, possa tirar Stark dos negócios.

Apesar dos diversos núcleos e personagens abordados, Favreau introduz seus vilões de forma rápida, mas clara. Suas motivações e personalidades são abordadas mostrando como cada um é um retrato distorcido do próprio protagonista. Cenas como Vanko construindo um reator arc – quase um remake dos momentos de Stark na caverna – ou a personalidade infantil de Hammer – contrapondo a personalidade infantil de Tony – demonstram isso.

Conforme Tony entra em uma espiral autodestrutiva, o roteiro dá margem para Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) e James Rhodes (Don Cheadle, substituindo Terrence Howard) serem mais desenvolvidos. Paltrow já entregara um trabalho interessante no anterior, mas se sobressai, cravando sua importância no universo Marvel mesmo nunca possuindo uma identidade heroica. Já Cheadle encontra o tom certo para Rhodes, garantindo que o personagem possua voz própria e não se torne um “homem de ferro genérico” conforme a trama avança.

A ação continua um dos pontos altos do filme e Jon Favreau não só se sobressai na direção, entregando ótimas sequências – em especial o embate entre Stark e Vanko em Mônaco –, mas também no papel de Happy Hogan, segurança de Tony. Com um ótimo timing cômico, Favreau aparece pouco, mas o suficiente para roubar a cena, inclusive protagonizando um dos pontos altos do filme ao lado de Scarlett Johansson, que pouco tem a fazer no filme, mas parece se divertir no papel.

Infelizmente, o roteiro de Justin Theorux tem dificuldades para permitir que o arco de Stark alcance seu potencial máximo. Levemente baseado na história Demônio na Garrafa, os problemas pessoais de Tony são abordados de forma rasa, em parte pelas restrições comerciais do filme – que não pode ser sombrio demais para a audiência – e em parte devido a necessidade de costurar o núcleo da SHIELD na trama. Uma pena, pois Downey Jr. aproveita cada momento possível para brilhar diante da vulnerabilidade que o personagem se encontra.

Ainda que conte com a direção certeira de Jon Favreau e o carisma absoluto de Downey Jr. – sem falar do afiado elenco –, o roteiro tem dificuldades ao aprofundar o desenvolvimento do protagonista, diante da necessária construção do universo maior no qual se encaixa. Dessa forma, Homem de Ferro 2 falha em ser um filme tão bom quanto seu antecessor, embora seja uma ótima peça no quebra-cabeças que o estúdio construíra, consolidando o que até então era apenas uma ideia e cravando o nome Marvel Studios em Hollywood. Algo que por si só, já é alçar voos mais altos do que qualquer um imaginara.

Avaliação Final

70%
70%
Bom

Homem de Ferro 2 (2010)
(Iron Man 2)
País: EUA | Classificação: 12 anos | Estreia: 30 de abril de 2010
Direção: Jon Favreau | Roteiro: Justin Theroux
Elenco: Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Scarlett Johansson, Sam Rockwell, Mickey Rourke, Paul Bettany, Samuel L. Jackson, Clark Gregg

  • User Ratings (0 Votes)
    0

About Author

"Os filmes existem, é por isso que eu assisto!" Não é exatamente um "crítico de cinema", preferindo o termo "Filmmelier". Quer ser o Homem-Aranha quando crescer. Acha que a vida não é sobre o quão forte bate, mas o quanto se aguenta apanhar. Mestre Pokémon, é da Grifinória e faz turismo na Terra Média.

Deixe o seu comentário