Catarse – 10 HQs para ficar de olho e apoiar

1

O método de financiamento coletivo tem sido, sem dúvidas, uma das melhores formas de produzir diferentes tipos de produtos, desde utensílios de cozinha até álbuns musicais. As histórias em quadrinhos não fugiram dessa nova onda e tiraram, também, muito proveito do formato. O mercado brasileiro recentemente tem sido inundado com novos projetos interessantes e que tem alcançado as mãos dos leitores graças a plataformas como o Catarse. Pensando nisso, nós selecionamos dez títulos que você deveria conhecer e, se possível, apoiar.

Os Poucos & Amaldiçoados – Partes 2 e 3

Felipe Cagno e Fabiano Neves retornam ao Catarse para mais uma parte da sua história pós-apocalíptica sobrenatural com pegada faroeste. Em Os Poucos & Amaldiçoadas nós acompanhamos a saga da ruiva Caçadora de Maldições. Com previsão para um total de oito edições, as duas primeiras já foram publicadas e Cagno pretende publicar as duas últimas no primeiro semestre de 2018. Se você só conheceu essa série agora e se interessou, é a hora. O projeto conta com pacotes que lhe garantem as duas primeiras edições, além das que fazem parte do projeto atual.

Gostou e quer apoiar? Conheça mais na página do Catarse de Os Poucos & Amaldiçoados.


Combo Rangers – Somos Iguais

É muito provável que o leitor de quadrinhos brasileiros já tenha topado com algumas edições de Combo Rangers, o nosso próprio Super Sentai nacional. Criado em 1998 por Fábio Yabu, a HQ visava ser uma versão nacional dos Power Rangers, direcionada ao público infanto-juvenil. O título já foi publicado pela JBC e Panini, durando até 2004. Em 2012 Yabu anunciou que lançaria três novos álbuns de Combo Rangers em formato de financiamento coletivo. Atualmente está em vigor o financiamento do último álbum, com a opção de comprar os dois anteriores.

Se interessou pelo projeto? Confira mais detalhes na página do Catarse de Combo Rangers.


Caçada até a Última Bala

Pra quem gosta dos clássicos westerns e dos exageros das décadas de 70, 80 e 90, esse é o projeto. Escrito por Marcus Rodrigues, o título já conta com cinco edições que são publicadas desde 2010. Cada edição conta a história de um personagem em um mundo pós-apocalíptico, se entrelaçando e formando um universo único. O projeto fica ativo por mais quatro dias, mas não se preocupe, apesar de não ter alcançado a meta ainda ele é uma campanha flexível e será publicado da mesma forma.

Está afim de acompanhar esse Sci-fi/Gore/Western? Conheça mais na página de Caçada Até a Última Bala.


Hooligan

Os mangás também ganharam espaço no mercado nacional recentemente, e não seria diferente para o financiamento coletivo. Hooligan é uma história em quadrinhos no formato de mangá escrita por Jayson Santos. Sendo publicada online à dois anos, o terceiro volume agora entra no catarse. A história é localizada em um mundo pós-apocalíptico onde jovens tem como único objetivo lutar pela sobrevivência.

Está afim de conhecer mais sobre este mangá? Obtenha mais informações na página de Hooligan.


Saudade

Um ótimo resultado com a abertura de possibilidades do financiamento coletivo foi a variedade de projetos que puderam ver a luz. Saudade escapa do gênero de ação e super-heróis e cria uma história mais pessoal, explorando a relação entre pessoas e seus animais de estimação com inspiração em histórias como “Up – Altas Aventuras” e “Bambi”. Contando com Melissa Garabeli, Phellip William e Deyvison Manes na equipe, o álbum traz uma belíssima arte em aquarela. As recompensas contam até com um curso em aquarela ministrado pela Melissa.

Quer conhece mais sobre o projeto? Visite a página de Saudade no Catarse.


Anuí

Seguindo a ideia de uma história mais pessoal, Anuí se passa no sertão de Minas Gerais e conta a história de Alice, uma menina muito ligada a sua caixinha de música que um dia para de funcionar. Agora apenas um velho muito rabugento chamado Jurandir Jeitoso pode consertar a caixinha de Alice. Usando aquarela pura, Lelis, o autor, decidiu que as páginas serão impressas da forma que estão no original para preservar todas as marcas da produção.

Achou a proposta interessante? Confira a página de Anuí.


Bilhetes

Bilhetes, de Paulo Borges, aposta numa forma diferente, criando uma certa interação com o leitor. Neste título o leitor se depara com seis bilhetes diferentes, cada um contando uma mensagem. Contando com seis histórias distintas, em cada uma delas o bilhete causará uma reviravolta na vida de quem o encontrar. Porém o leitor não saberá qual bilhete o personagem encontrou. Com um jogo de pistas, a história pode ter interpretações diferentes dependendo de qual bilhete o leitor acredita que o personagem encontrou.

Achou interessante a proposta? Vá até a página de Bilhetes e conheça mais sobre a obra e os artistas que a compõe!


Calango

Como uma criança pode sobreviver em um mundo pós-apocalíptico sem que haja pessoas que possam lhe defender? Essa é a proposta de Calango, uma HQ que traz uma protagonista criando uma relação especial com um calango enquanto busca a sobrevivência. Os criadores Eduardo Pansica e Cristiano Seixas fizeram um extenso trabalho de pesquisa para construir o mundo de Calango e agora a revista se encontra na sua segunda edição.

Quer saber mais sobre Calango? Dê uma olhada em sua página no Catarse.


Lorotas

Gabriel Infante estreia no mundo dos quadrinhos com sua primeira HQ, Lorotas. O título se propõe a ser uma revista de terror com âmbito mais regional e um clima mais leve. A história coloca dois irmãos que acabam de se mudar para uma casa nova no subúrbio do Rio de Janeiro. Com o passar dos dias coisas assustadoras começam a acontecer e os irmãos percebem que os boatos da vizinhança não são apenas lorotas.

Quer conhecer mais sobre Lorotas? Visite sua página e apoie a revista!


Insurreição

Após ser queimada viva durante a Revolta dos Jacques, na França, Lara retorna ao mundo dos vivos para se vingar do nobre que ordenou a morte de todos de sua vila. Criando uma arte com arte experimental, os irmãos goianos Francisco Costa e Dirceu Sousa puxam para o lado cartunesco. O projeto inclui outras HQs de Francisco Costa nas recompensas,  A Última Fábula e Louis de Dampierre.

Quer saber mais de Insurreição ou dos outros títulos? Confira a página no Catarse!

 

 

About Author

Leitor de quadrinhos (tudo que consigo consumir), jogador de MMO e professor de história, tentando fazer tudo uma coisa só pra facilitar a vida.

1 comentário

Deixe o seu comentário