DC: Renascimento – 5 títulos para ficar de olho

0

A Panini Comics anunciou mês passado a chegada de DC: Renascimento com a revista que dá o pontapé inicial a nova linha editora da DC Comic e substituta dos Novos 52, revelando semana passada quais seriam os primeiros títulos que chegariam às bancas brasileiras. Tão ansiosos pela chegada destes títulos quanto vocês, resolvemos preparar uma pequena lista com as revistas que mais nos agradaram até o momento. Confira quais são os títulos e o que esperar deles.

1- Superman

O filho de krypton ganhou sua versão mais controversa durante os Novos 52. Quando o universo DC foi alterado após o Flashpoint, Superman se tornou um personagem que estava começando do zero sua carreira heroica. Apesar da aclamada fase do herói em Action Comics pelas mãos de Grant Morrison, a revista principal do escoteiro dividiu o público. Ao trazer um personagem mais violento e inexperiente os diversos fãs do herói se afastaram do título por acreditar que esta versão se distanciava do cerne do Superman. Após uma bela fase na DC You, a editora resolveu então acabar com o problema da forma mais radical: Matando o herói. Mas não iria deixar o seu universo sem um Superman, obviamente. Na saga Convergência surge então o Superman pré-Novos 52, que seria mais tarde o substituto de sua contraparte mais recente e herdeiro do seu título. Superman: Renascimento traz então a versão antiga do personagem o qual tantos fãs se apegaram, e junto com ele trouxe sua esposa Lois Lane e seu filho Jon. Os três compõe o título e seu primeiro arco é justamente sobre ajustar os personagens à uma nova Terra que tanto parece a sua, porém não é, continuando a linha narrativa iniciada na revista Lois e Clark. O título trará Apocalypse de volta para enfrentar o Homem de Aço no primeiro arco e logo depois retorna com o Erradicador, em um momento em que Jon começa a apresentar seus poderes. É em Superman também que temos o pontapé inicial para o título Super-Filho, protagonizado pelo Robin (Damian Wayne) e Superboy (Jon Kent). Os roteiros de Superman: Renascimento ficam por conta de Peter Tomasi e Patrick Gleason e a arte de Doug Mahnke.

2- Arqueiro Verde

Arqueiro Verde foi outro desses títulos que tentou reiniciar o personagem mudando algumas coisas sobre ele ao longo de seu desenvolvimento nos Novos 52. Conforme a revista ia avançando, alguns elementos iam se distanciando do Arqueiro que tanto conhecíamos e se aproximando do personagem da série televisiva Arrow, inclusive introduzindo dois personagens que já acompanham Oliver Queen na série: Diggle e Felicity. Até lhe deram uma meia irmã com habilidades no arco tão boas quanto às deles, ou melhor. Com a vinda de Renascimento, a editora resolveu aproximar o arqueiro à sua versão clássica, sem deixar de fora elementos já introduzidos na sua fase dos Novos 52. Além de manter Emiko, sua meio irmã, como parte do universo do arqueiro, o relacionamento com a Canário Negro retornou, porém ainda nos seus estágios iniciais. Os roteiros são de Ben Percy e a arte de Otto Schimdt até a segunda edição. Juan Ferreyra assume a arte do título após a terceira edição e Stephen Byrne após a sexta. Arqueiro Verde: Renascimento ainda não compõe a linha de títulos lançada inicialmente pela Panini.

3- Titãs

Um dos pontos chaves para o início de Renascimento é o retorno do Wally West pré-Novos 52, personagem que não só foi o Kid Flash no começo de sua carreira como também manteve o manto de Flash por 20 anos enquanto Barry Allen estava morto. Um dos personagens-legado mais amados pelos fãs de quadrinhos, o Wally dos Novos-52 não obteve nem parte da fama de sua contraparte anterior. A editora então resolveu que era hora de trazer a antiga versão de volta, e o fez. Ao retornar uma das primeiras coisas que o personagem faz foi ir atrás de seus parceiros dos Titãs, que aparentemente não se lembravam mais da sua existência e de que um dia foram um time. O herói então reúne seu antigo time, formado pelos Titãs originais Asa Noturna (Dick Grayson), Donna Troy, Tempest (Garth), Arsenal (Roy Harper) e Lilith Clay. O título é um dos mais importantes para entender o que está acontecendo no universo DC que ocasionou a mudança pós-Flashpoint, que acreditava-se ser uma mudança feita pelo próprio Barry Allen. Titãs ainda não compõe a lista inicial de lançamentos de DC: Renascimento no Brasil. O roteiro de Titãs é de Dan Abnnet e a arte de Brett Booth.

4- Lanternas Verdes

Depois de Hal Jordan, o surgimento de Lanternas Verdes integrantes da tropa não parou de crescer. Entre os protetores do setor 2814 já estiveram John Stewart, Kyle Rayner, Guy Garner e mais recentemente Simon Baz. No decorrer dos Novos 52 tivemos o surgimento da primeira Lanterna Verde feminina da Terra: Jessica Cruz. A ex-Anel Energético, agora membro da Tropa dos Lanternas Verdes, já estava à um tempo rodando o universo DC, mas só recentemente ganhou um anel do poder controlável e que a permitiu lhe tornar a defensora do universo 2814 ao lado de Simon Baz. Porém, como nem tudo são flores, os dois não se davam muito bem e tinham bastantes problemas para lidar. Hal Jordan, numa tentativa de aumentar a sinergia entre os personagens, funde as duas lanternas e os obrigam a trabalhar junto. Lanternas Verdes: Renascimento se trata justamente disto: Trabalho em equipe. A revista trata de estabelecer os dois personagens enquanto trabalha a interação entre eles. Vale lembrar ainda que os dois compõe o time principal da Liga da Justiça durante o Renascimento. Lanternas Verdes é escrito por Sam Humphries e arte de Robson Rocha.

5 – Detective Comics

Detective Comics, apesar de ganhar o selo Renascimento, continua a numeração habitual (assim como Action Comics), tendo o início de Renascimento na edição #934. Para quem gosta do Batman, essa é uma boa revista. Para quem gosta da Batfamília, essa é uma revista fantástica. Achando que alguns jovens talentos precisam de treinamento, Batman reúne alguns de seus legados mais importantes e um vilão para enfrentar um grupo misterioso chamado de A Colônia. Red Robin (Tim Drake), Orfã (Cassandra Cain), Salteadora (Stephanie Brown) e Cara-de-Barro (Basil Karlo) são liderados pela Batwoman (Kate Kane) em um treinamento intenso para a vindoura batalha. Após o Batman ser derrotado e capturado pela Colônia, o time fica a cargo de enfrentar a ameaça e resgatar o morcego de Gotham. O título foca no time, enquanto desenvolve problemas pessoais da Batwoman e sua relação com seu pai e as decisões de Red Robin em continuar em Gotham ou aceitar a sua vaga na pós-gradução. Os roteiros de Detective Comics são de James Tynion IV e as artes de Eddy Barrows e Alvaro Martinez.

Rebirth chega este mês às bancas brasileiras trazendo inicialmente sete títulos dos mais de trinta que compõe a linha editorial lá fora.

About Author

Leitor de quadrinhos (tudo que consigo consumir), jogador de MMO e professor de história, tentando fazer tudo uma coisa só pra facilitar a vida.

Deixe o seu comentário