Skyrim: Special Edition – Revivendo a emoção de ser o último Dragonborn

0

Lançado em 27 de Outubro deste ano, Skyrim: Special Edition intensifica a experiência e emoção de controlar o Dragonborn.

Há exatos 5 anos, a Bethesda lançava um de seus maiores sucessos na franquia The Elder Scrolls. Batizado de Skyrim, o jogador controla o último Dragonborn, ou seja, o único capaz de absorver a alma, conhecimento e o poder de dragões, permitindo o herói aprender os “shouts“: vocalizações das palavras de poder. Com o lançamento de Skyrim: Special Edition, revivemos o mundo infestado por dragões, criaturas mágicas, guerras, e, obviamente, dragões.

Remasterização

Originalmente lançado para Xbox 360, Playstation 3 e PC, essa edição especial chegou para os consoles da nova geração apresentando melhoras gráficas surpreendentes. Artes e efeitos remasterizados, iluminação volumétrica, profundidade de campo dinâmica, novos shaders para neve e água, e mods disponíveis para consoles.

Embora a melhor gráfica não se aproxime do desempenho atual desta geração, e mesmo para quem jogou Skyrim na geração anterior, reviver o último Dragonborn nessa edição especial é como joga-lo pela primeira vez. Assim que o jogo começa, mergulhamos em um novo mundo, e a ação começa.

Comparação de gráficos entre o Playstation 3 e o Playstation 4

Comparação de gráficos entre o Playstation 3 e o Playstation 4

A Riqueza De Um Mundo Aberto

Skyrim ganhou notoriedade por dar infinitas possibilidades ao jogador, tanto no seu enredo, quanto na construção do seu personagem. Seu vasto mundo é tão rico que, por muitas vezes, você esquece da trama principal e parte para side quests em cavernas infestadas de caveiras assassinas e aranhas venenosas. Você pode esquecer guerras, dragões e ação para comprar sua própria casa, viver “tranquilamente” em uma pequena e passar seus dias com sua família. Honestamente? Deixe a tranquilidade para depois. O mundo precisa de você.

Há, ainda sim, muitos detalhes que podem passar batido pelos jogadores. Max von Sydow, conhecido por papéis em Game of Thrones e Star Wars: O Despertar da Força, e Christopher Plummer, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante por seu papel em Toda Forma de Amor, emprestam suas vozes para personagens em Skyrim, dando um tom ainda mais épico ao jogo. A língua dos dragões, criada especificamente para o jogo, é outra qualidade que torna o jogo ainda mais inesquecível.

Skyrim Special Edition

Cara a cara com um dragão.

Problemas

Muito presentes na versão original, os bugs de Skyrim continuam na edição especial e, por muitas vezes, atrapalham sua jogabilidade. Minha recomendação? Salve o jogo constantemente. Comuns são os momentos em que você é impossibilitado de continuar sua jornada, gerando uma imensa frustração. Mesmo com um mod que “conserta” grande parte dos bugs, fiquei forçadamente preso em inúmeras ocasiões, e tive que retornar a um save anterior. Lembre-se: chegou em um lugar novo? Salve. Derrotou algum inimigo, por mais fraco que ele seja? Salve. Comprou poções ou comida? Salve. Salve!

Outro fator que pode cansar sua experiência com Skyrim fica por parte de seu desenvolvimento. Assim como na franquia Fallout, a Bethesda não se importa em tornar as coisas um pouco mais difíceis para os jogadores. Se você é um jogador casual, poderá encontrar muitas dificuldades em avançar no jogo. Se você não gosta de desafios, Skyrim não foi feito para você. É fácil se perder em cavernas e calabouços, assim como também é fácil morrer várias vezes tentando passar pelo mesmo inimigo. Boa sorte.

Skyrim Bug

Um de vários bugs em Skyrim.

 

Conclusão

Skyrim: Special Edition revive a jornada do último Dragonborn com gráficos quase ao nível de seu enredo, variedade e vastidão. Sua história é o principal fator para horas e horas de muita diversão, mesmo quando bugs se apresentam e travam seu caminho. Para os fãs de RPG’s medievais, Skyrim: Special Edition é uma aquisição obrigatória. Mas, como disse lá em cima: salve o jogo!

Skyrim: Special Edition está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC.

About Author

Fascinado pela narrativa de J. R. R. Tolkien e pela evolução do entretenimento, encontra paz ao escrever sobre filmes, séries e games.

Deixe o seu comentário